quinta-feira, abril 20, 2006

Pecado

Publico hoje um poema do meu irmão. É o amor aos 17, o número de Portugal.
PECADO

Sofrimento…sentimento que governa a nossa vida e nos dá aquilo pelo qual lutamos toda a vida…sentimento que dá razão ao nosso objectivo de vida…que nos dá a razão pela qual passamos maior parte da nossa vida à procura da nossa razão de viver…a razão para continuar…
Ás vezes…mesmo que pensemos o contrário…nós fugimos de nós mesmos…fugimos daquilo que temos medo de alcançar…que não compreendemos…a verdade é que passamos toda a nossa vida a fugir…e quando queremos voltar a tentar…já não há saída possível…
Eu fujo…eu fujo com o medo de não conseguir o possível…de não compreender o que me espera…fujo pelo medo…de todas as minhas crenças e fantasias se dissipem no fino ar que me rodeia…que todas as minhas formas e sentidos desapareçam com o tempo que passa…
Eu fujo pois não quero que o tempo passe…quero ficar para sempre perdido no presente que me faz sentir tão bem…quero ficar no presente que tanto demorei a construir…quero ficar longe do futuro que me espera…do futuro que não planeei…do futuro que me esconde todos os objectivos que a vida me deu…eu fujo…porque tenho medo…
E se eu morrer…? Será que alguém notará…?

E se eu me perder…? Alguém me procurará…?

E se eu me sentir só…? Alguém virá…?

Se eu me sentir perdido…? Alguém virá ajudar-me a encontrar-me…?

Eu sangro por dentro e ninguém nota… meu coração perdeu-se e ninguém o encontra… ninguém o quer encontrar… já não sei se continuo…ou se me deixo ficar…que importa…? Ao menos a morte será mais meiga e doce do que a vida…e este será…
…o meu último e maior pecado…

3 Opiniões

Anonymous marina said...

Muito bem! Só me parece um bocado mal depois de tanto tempo sem postares teres que recorrer à criança...mas enfim, a falta de imaginação toca a todos.
beijinhos maninhos lindos
marina

sexta-feira, 21 abril, 2006  
Blogger Kisa said...

Mais um na busca do sentido da vida e com medo do futuro... será que já pensaram que isto acontece com todos em todas as idades? Em mais momentos do que desejaríamos?

Já tinha saudades tuas!

Beijo

quarta-feira, 26 abril, 2006  
Blogger medusa said...

concordo com a Kisa.. nao é um poema de quem tem 17 anos.. é um poema de quem está apaixonado!!! todos nós dizemos estas coisas, embora não creio que seja mais vezes do que o desejado.. serão as vezes certas. voltaste ao trabalho? continua a fazer o teu café pingado... um beijo

ana

quarta-feira, 26 abril, 2006  

Enviar um comentário

<< Home

Click for Lisbon, Portugal Forecast